Wednesday , March 3 2021

Lanchonete chama by Maria da Penha hamburger of RepOLHO ROXO – CartaCapital



Maria da Penha: burguer da casa, alho poró, muçarela, bacon e repolho roxo. No cardápio, cores roxas destacavam repOLHO ROXO, para não passar batida a referência. A decisão da Kau Hamburgueria, which marks Salto, not inside of São Paulo, to use violência contra a mulher como piada, não agradou. O cardípio viralizou na internet, junto com uma chuva de críticas ao llamó infeliz.

Ainda pouco is willing to simply back behind the piada, André Buzzo, or dono do estabelecimento, rebatizou or lanche for "Censurado" of the last second-feira 26.

A "brincadeira", porém, continuou a gerar revolta entre os que acham que violência contra a mulher não é engraçado. Apos novos protesos redes sociais da lanchonete, Buzzo mais uma vez alterou o nome de seu hambúrguer, que passou a ser "Um Lanche com Repolho".

Apos as two frustrated attempts to call or launch, André Buzzo resolves to assume or err and to affirm that não compactua com qualquer tipo de violência. "We understand that we are equilibrated by the relação à escolha do nome e pedimos nossas mais sinceras desculpas pelo ocorrido", informou, em nota. "Nós cometemos um erro ao nomeá-lo dessa maneira. We ask for sincere nonsense, curled hair, "reforçou.

I read it:
Myths and preconceites dificultam combat or feminicide
Na Rússia, the wife's battery was once released by lei

Um erro que não passa mais despercebido

Em média, 503 mulheres são agredidas fisicamente por hora no Brasil, segundo dados do Datafolha. Mais da metade (52%) is sealed, once again, to seek adjustable hair, reasoning hair (vergonha, preconceituoso police performance, medo do agressor …). Ou Seja, not a brief minute of readings, note that, with a great amount of women, I will give you some attention to the country.

Em vigor since 2006, le le Maria da Penha foi a primeira ação afirmativa do país, no âmbito da Justiça, no combate à violência contra a mulher. At second foi to Lei do Feminicídio, the ex-president of Dilma Rousseff, en março de 2015, promulgated by Pela, who julga assassinatos cujas motivações envolvem o fato de a vítima ser mulher.

Transform violência em piada não poderia mesmo pegar bem. Ironizar essas situações, ainda tão comuns, só estimula mais vítimas da violência a se calarem.


Source link